É fake que Mandetta e Gilmar Mendes foram hostilizados em Portugal durante a pandemia.

Seria adequado que um ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) e um ex-ministro da Saúde fossem vistos passeando na Europa enquanto o número de mortes continua a crescer no Brasil por causa do Corona Vírus? Uma corrente que circula pela internet diz que não. O problema é que, para criticar essas autoridades, ela usa um vídeo antigo.

A corrente, compartilhada especialmente no Twitter, usa um vídeo em Lisboa, capital portuguesa, para acusar Gilmar Mendes, do STF, e o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta de passearem na Europa em plena pandemia. As imagens mostram um homem, aparentemente brasileiro, gritando em português e inglês com outro homem, supostamente o ministro do STF, sentado.

“Ei, Gilmar Mendes, tomando um chopinho de boa num boteco aqui em Lisboa, hein, primo?”, grita o manifestante. Entre o homem sentado e o que grita, há ainda outro em pé, de branco. Segundo a corrente, este seria Mandetta. O vídeo voltou a circular em junho e ganhou ainda mais força depois que o ministro do STF associou o Exército ao genocídio na pandemia.

Vídeo é de 2019 e não mostra Mandetta. A gravação é verdadeira, mas está fora de contexto e gera uma mensagem falsa. Gilmar Mendes realmente aparece no vídeo, mas este foi gravado em 2019, não durante a pandemia. E não tem a participação do ex-ministro da Saúde

As imagens são do feriado de Páscoa de 2019. O vídeo, que mostra um brasileiro hostilizando Gilmar Mendes, começou a circular nas redes sociais no dia 20 de abril do ano passado, um sábado.

No mesmo dia, o jornalista Sandro Barboza publicou um vídeo em que mostra a situação por outro ângulo. Nele, é possível ver o homem de branco, indicado na corrente como Mandetta, se colocando entre o ministro do STF e o manifestante.

Naquela semana, Gilmar Mendes era um dos convidados do VII Fórum Jurídico de Lisboa, evento organizado pela FGV (Fundação Getulio Vargas) e pelo IDP (Instituto Brasiliense de Direito Público), do qual é sócio.

Esta não foi a primeira vez em que o ministro foi hostilizado na capital portuguesa. Caso semelhante ocorreu em janeiro de 2018. O UOL procurou Mendes, mas não teve resposta até o fechamento da matéria

Mandetta estava em Campo Grande Em abril de 2019,

Mandetta ainda era ministro da Saúde e não estava com Gilmar na ocasião. A agenda do ministério para aquele final de semana indica que ele passou o feriado em Campo Grande, sua terra natal.

Ao UOL, a assessoria de Mandetta negou que seja ele no vídeo e afirmou que o ex-ministro “nunca se encontrou com o ministro Gilmar em Portugal e não possui nenhuma relação próxima.”

Fonte: Uol Notícias – Agência Lupa

1 Shares: